quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

De Profundis - Oscar Wilde





Trechos de "De Profundis," de Oscar Wilde



"... E aqueles que abandonam suas esferas próprias alteram apenas o que os rodeia, não sua natureza. Não adquirem os pensamentos e as paixões próprios da esfera para onde entram. Não está no seu poder consegui-lo. As forças emocionais, como digo algures em Intention, são limitadas em extensão e duração como as forças da energia física. O copo pequeno, que é feito para levar um tanto, leva este tanto e não mais, ainda que todos os tonéis cor de púrpura de Burgundy se encham de vinho até as bordas, e os comerciantes se ajoelhem sobre as uvas recolhidas das pedregosas vinhas da Espanha."




"...Há agora uma longa distância entre minha arte e o mundo, mas entre a Arte e eu próprio não há qualquer distância. Pelo menos espero que não haja."




"Se depois de eu sair, um amigo meu desse uma festa e não me convidasse, eu não me importaria nada. Sou perfeitamente capaz de ser feliz sozinho. Tendo liberdade, livros, flores e a Lua, quem poderia não ser feliz?"





"Claro que o pecador deve arrepender-se. Mas por quê? Simplesmente porque, de outra maneira, será incapaz de compreender o que fez. O momento do arrependimento é o momento da iniciação. Mais do que isso; é o meio pelo qual alteramos nosso passado. Os gregos pensaram que isto era impossível. Dizem-no muitas vezes em enigmáticos aforismos: "Nem mesmo os deuses podem alterar seu passado." Cristo mostrou que o mais vulgar dos pecadores podia fazê-lo. Que essa era a única coisa que ele podia fazer. Se o tivessem interrogado, Cristo teria dito - tenho a certeza disso - que, no momento em que o Filho Pródigo caiu de joelhos e chorou, transformou o fato de ter gasto a sua fortuna com prostitutas, e deter depois guardado porcos, e de ter desejado as bolotas que eles comiam, em incidentes belos e sagrados de sua vida. Para muitas pessoas, é difícil compreender a ideia. Atrevo-me a dizer que é preciso ir para a prisão para conseguir compreendê-la. Se assim é, pode ser que valha a pena ir para a prisão. ..."




"...É trágico que tão poucas pessoas alguma vez possuam suas almas antes de morrerem. "Nada é mais raro no homem," diz Emerson, "do que um ato que lhe seja próprio." É bem verdade. A maioria das pessoas são as outras pessoas. Seus pensamentos são as opiniões de outras pessoas, sua vida, uma imitação, suas paixões, uma citação. Cristo não foi apenas o supremo individualista: foi o primeiro da história. As pessoas tentaram transformá-lo num vulgar filantropo, igual aos horríveis filantropos do século XIX, ou fazer dele um altruísta, como os anticientistas e os sentimentais. Mas, na verdade, ele não foi uma coisa nem outra. Sentia, evidentemente, piedade pelos pobres, por aqueles que estão fechados nas prisões, pelos humilhados, pelos infelizes, mas sentia muito mais piedade pelos ricos, pelos hedonistas ferozes, por aqueles que desperdiçaram sua liberdade tornando-se escravos das coisas, por aqueles que vestem roupas suaves e vivem nas casas dos reis. A riqueza e o prazer pareciam-lhe tragédias bem maiores do que a pobreza e a dor. Quanto ao altruísmo, ninguém melhor do que ele sabia que é a vocação e não a volição que nos determina, e que não podemos tirar uvas de espinhos nem figos de cardos. ..."


"De Profundis" é o texto escrito na prisão, quando foi condenado sob a acusação de homossexualismo após o escandaloso caso em que se envolveu com Lord Alfred Douglas. É uma longa carta de recriminações a seu ex-amante e causa de toda a sua desgraça. Neste documento Wilde explica sua conduta sem tentar defendê-la.


quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Rainer Maria Rilke - Cartas a Um Jovem Poeta





Trechos de 'Cartas a um Jovem Poeta,' de Rilke




"...Fuja dos grandes assuntos e aproveite aqueles que o dia-a-dia lhe oferece. Fale das suas tristezas e dos seus desejos, dos pensamentos que o tocam, da sua fé na beleza. Diga tudo com sinceridade calma e humilde. Utilize, para se exprimir, os objetos que o rodeiam, as imagens dos seus sonhos, as suas lembranças. Se o quotidiano lhe parece pobre, não o acuse: acuse-se a si próprio de não ser muito poeta para extrair as suas riquezas. Para o criador, nada é pobre, não há lugares mesquinhos e indiferentes. Mesmo num cárcere cujas paredes abafassem todos os ruídos do universo, não lhe ficaria sempre a sua infância, essa preciosa, essa esplêndida riqueza, esse tesouro de recordações? Volte, para esta direção, o seu espírito...."





"... o verão há de vir. Mas só vem para aqueles que sabem esperar, tão sossegados como se tivessem na frente a eternidade. Aprendo todos os dias, à custa de sofrimentos que abençoo: a paciência é tudo."





"...Aliás, os melhores enganam-se quando tentam exprimir, com palavras, o sutil e às vezes o inexprimível. Creio, porém, que as suas interrogações não ficariam sem resposta, se se limitasse a coisas como estas que os meus olhos agora refazem. Se se prender à natureza, ao que nela existe de simples e pequeno, àquilo que quase ninguém observa e que, de repente, se metamorfoseia no infinitamente grande, no incomensurável - se estender o seu amor a tudo o que vive - se humildemente tentar ganhar a confiança do que lhe parece mesquinho -, então tudo lhe será mais fácil, tudo lhe parecerá mais harmonioso, e por assim dizer, mais repousante.  A sua inteligência, espantada, ficará talvez na retaguarda, mas a sua consciência mais profunda despertará e compreenderá. ...."






"...Diz-me que os seus próximos lhe parecem distantes: É que à sua volta se está fazendo um espaço. Se tudo o que está próximo lhe parece distante, é porque esse espaço toca as estrelas, já é muito vasto. Alegre-se da sua marcha em frente: ninguém poderá acompanhá-lo. Seja bom para os que ficarem atrás, senhor de si e tranquilo perante eles. Não os atormente com as suas dúvidas; não os assuste com a sua crença, com o seu entusiasmo, porque não poderiam entendê-lo. Procure comungar com eles na simplicidade e na fidelidade: esta comunhão não tem de passar necessariamente pelas metamorfoses por que passa a alma. Evite alimentar o drama sempre pendente entre pais e filhos, esse drama que exaure a força dos filhos e cansa o amor dos velhos, que não precisa de compreender para agir e aquecer. Não lhes peça conselho. Renuncie a que o compreendam. Acredite somente nesse amor que lhe pertence como um bem de raiz. Tenha a convicção de que há nesse amor uma força, uma bênção que podem segui-lo tão longe quanto os seus passos o levarem. ...."






terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Sobre as Catástrofes







"As catástrofes que se abatem sobre os homens não são destinadas a puni-los, mas a restaurar o ponto de equilíbrio em sua natureza."

   - Alice Bailey






"Toda a história não é mais que uma infinita catástrofe, da qual tentamos sair o melhor possível." 

-Italo Calvino







"Se não queres ser desgraçado, trate as catástrofes como uma moléstia, mas de maneira alguma, trate as moléstias como catástrofes."  

-André Maurois

















segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Amor & saúde





"Combater doenças é perda de tempo. É o mesmo que combater moscas perto de um monte de lixo, sem remover o lixo onde elas se multiplicam. Não basta combater doenças, é preciso promover a saúde. Como? Instruindo o povo desde a escola para a proteção do meio ambiente, sobre alimentação correta, vida natural, cuidados com o corpo, controle da mente, vida moderada e harmoniosa, justiça social, amor ao Criador e aos semelhantes, etc.  -    Jaime Brüning









"Como melhoram as pessoas depois que passamos a gostar delas!"  -  Grayon






"A terapia analítica, é, essencialmente, uma tentativa de ajudar o paciente a adquirir ou re-adiquirir sua capacidade de amar. Se este objetivo não é alcançado, conseguir-se-hão apenas mudanças superficiais." 
 -   Erick From






"Amar, pois nada melhor para a saúde que um amor correspondido."  -Vinícius de Moraes







"Quanto mais eu consigo amar tudo - as árvores, a terra, a água, meu amigo, mulheres e crianças - mais saúde eu vou experimentar e mais próximo de meu verdadeiro eu vou estar." - Carl Simonton










domingo, 27 de janeiro de 2013

Um Olhar...




"Quem não compreende um olhar, nunca vai entender uma explicação" - anônimo





"Os olhos são o primeiro bilhete de amor dos namorados." - Ninon de Lenclos.





"Como posso dizer que o amor é cego se te amei por um olhar?... "  -  Anônimo



sábado, 26 de janeiro de 2013

Solução




Não é o fim que traz a solução; ao contrário, a solução é que determina o fim do problema.

Nem sempre a solução consiste na vitória nossa: por vezes, a nossa melhor solução é a derrota fragorosa.

Solução não é apenas tranquilidade serena, mas o passo dado à frente no sentido da evolução.

Soluções parciais, por vezes, são a chave da vitória final: no problema procuramos resolver cada incógnita separadamente.

Mas em todos os problemas a solução só se impõe quando todas as incógnitas e incertezas forem esclarecidas. Se uma só restar, por menor que seja, o problema não se acha solucionado.

Há soluções que findam apenas uma etapa: mas essas soluções parciais reclamam outras mais amplas e profundas.

Jamais deve satisfazer-nos uma solução parcial ou incompleta, pois a solução só pode ter tal nome se for total.

A violência não é a solução; a espada de Alexandre cortou, mas não solucionou o nó górdio.

Solução apressada pode falsear dados importantes, levando a erros irreparáveis: a calma é a base essencial para qualquer solução difícil.



Autor: C. Torres Pastorino

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Vaidade das vaidades...





16 -'Falei eu com meu coração, dizendo: eis que me engrandeci, e sobrepujei em sabedoria a todos os que houve antes de mim em Jerusalém: na verdade, o meu coração contemplou abundantemente a sabedoria e a ciência.

17- E apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras, e vim a saber que também isto era aflição de espírito.

18- Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em ciência, aumenta em trabalho.'

Eclesiastes - Capítulo 1, versículos 16, 17, 18.




Imagem de Stock Royalty Free: A Vaidade



"Sirvam à sociedade de acordo com suas capacidades. Não busquem o brilho pessoal. Não se deixem corromper pelo egoísmo. Transformem-se em servidores divinos. Se não servem ao Mestre não podem chegar a ser mestres. Se não utilizam suas qualidades humanas não podem chegar a ser Deus.  -  Sathya Sai Baba





quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Outras Palavras - Momento Zen






"Cada homem leva consigo, na claridade de seu rosto, o contorno do seu próprio paraíso." - Rabi Machman Bratzlav






"Há os que tentam consertar a sombra, esquecidos de que torto está o corpo que a produz." - Stéfano Guazzo






"Convém pensar na fonte ao beber a água."  -  Sabedoria Chinesa







"Sábios, não choreis nem pelos vivos nem pelos mortos. Nunca deixeis de existir. Nem vós, nem esses reis dos homens; nem no futuro deixará qualquer um de nós de existir."  -  Krishna, no Gita





"Para onde quer que se vire, lá está Deus." - Alcorão






"Quem é rico? Aquele que está contente com a sua parte."  -  Talmude






"O esforço é dever do homem, mas o sucesso é graça Divina."   -  Sathya Sai baba






Do livro "Os Mais Belos Pensamentos dos Grandes Mestres do Espírito," por Neila Tavares




quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Sócrates de manhãzinha






"A maneira mais fácil e mais segura de vivermos honradamente, consiste em sermos, na realidade, o que parecemos ser."





"Aquilo que não puderes controlar, não ordenes."





"Se todos os nossos infortúnios fossem colocados juntos, e, posteriormente, repartidos em partes iguais por cada um de nós, ficaríamos muito felizes se pudéssemos ter apenas, de novo, só os nossos."





"A sabedoria começa na reflexão."





"A vida que não se examina não vale a pena ser vivida."





"Se alguém mente sobre você, faça o contrário para que ele se passe como mentiroso."






"Inteligente é aquele que sabe que não sabe nada."





"Se a morte fosse mesmo o fim de tudo, isso seria um ótimo negócio para os perversos, pois ao morrer teriam canceladas todas as maldades, não apenas de seu corpo, mas também de sua alma."






"A mentira nunca vive o suficiente para envelhecer."






BILHETE

Um poema de Mário Quintana: Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passar...