terça-feira, 30 de abril de 2013

Reencarnação - Almas Antigas, de Tom Schroder




Trechos do livro de Tom Schroder, "Almas Antigas".


(...) Em 1972, Weiss (Dr.Brian Weiss) hipnotizou uma jovem mulher. Ela estava deitada de costas no sofá, os olhos fechados, as mãos pousadas ao lado do corpo, envolta num lençol imaginário de luz branca, levada a um transe através da voz do médico e da vontade de sua própria mente. Ele ordenou que ela retrocedesse até suas mais tenras memórias, de volta às raízes da fobia que atormentava a sua vida. (...)


(...) A primeira sessão revelou lembranças significativas de quando ela tinha três anos - um encontro sexual perturbador com o pai bêbado - mas não houve nenhuma melhora em seu estado emocional. (...)

(...) Weiss decidiu fazer uma sugestão aberta. Com voz firme, ordenou: "Volte aos acontecimentos que deram origem aos seus sintomas." Em transe profundo, ela respondeu, numa voz baixa e rouca: (...) "Vejo degraus brancos que me levam até um edifício...estou usando um vestido longo, uma bata feita de tecido rústico... Meu nome é Aronda. Tenho dezoito anos... (...) O ano é 1863 antes de Cristo."



"Suzanne Ghanem tem cinco anos.
Ela insiste em afirmar que não é Suzanne Ghanem.
Ela diz aos pais que se chama Hanan Mansour, que morreu após uma cirurgia nos Estados Unidos e que quer seu marido e filhos de volta.
As famílias Ghanem e Mansour nunca tinham ouvido falar uma da outra. Entretanto, Suzanne (Hanan?) procurou seus filhos e entrou em contato com eles. Agora, os filhos - todos adultos - estão convencidos de que sua mãe é uma menina de cinco anos que mora em Shwaifat, uma área ao sul de Beirute.
(...) Suzzy identificou todos os parentes e disse seus nomes com precisão."




"Há muito mais mistérios entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a nossa vã filosofia." - Shakespeare, Hamlet, ato 1, cena 5. 







segunda-feira, 29 de abril de 2013

Sobre a Ganância




Sobre a Ganância



"Aquele que é ganancioso, sempre está desejando." - Horácio








"A ganância insaciável é um dos tristes fenômenos que apressam a autodestruição do homem." - textos Judaicos





"A terra provê o bastante para satisfazer a necessidade de todos os homens, mas não a ganância de todos os homens." - Gandhi






"Para a ganância, toda a natureza é insuficiente." - Sêneca






"A ganância é uma cova sem fundo, que esvazia a pessoa em um esforço infinito para satisfazer a necessidade, sem nunca alcançar a satisfação." - Erich Fromm





"O perigo constante, é abrir a porta para a ganância, um de nossos inimigos mais insaciáveis. É aí que se deve por em prática o trabalho da mente." - Dalai Lama






"O dinheiro é uma felicidade humana abstrata. Por isso, aquele que já não é mais capaz de apreciar a verdadeira felicidade humana, dedica-se completamente a ele." - Arthur Schopenhauer





























domingo, 28 de abril de 2013

Poeira no Vento - Dust in the Wind - Kansas





Letra da canção Dust in the Wind, do grupo Kansas




Dust in the wind -    Poeira no vento


I close my eyes -  Eu fecho meus olhos
Only for a moment - Só por um momento
And the moment's gone - E o momento se foi
All my dreams - Todos os meus sonhos
Pass before my eyes - Passam diante dos meus olhos 
A curiosity - Uma curiosidade


Dust in the wind - Poeira no vento
All they are is dust in the wind  - Tudo o que eles são é poeira no vento


Same old song - A mesma velha canção
Just a drop of water - Só uma gota d'água
In an endless sea - Em um oceano sem fim
All we do - Tudo o que fazemos
Crumbles to the ground - Se esfarela no chão 
Though we refuse to see - Embora nos recusemos a ver

Dust in the wind - Poeira no vento
All we are is dust in the wind - Tudo o que somos é poeira no vento

Don't hang on - Não se apegue
Nothing lasts forever - Nada dura para sempre 
But the earth and sky - A não ser a terra e o céu
It slips away - Escorrega para longe
And all your money - E nem todo o seu dinheiro
Won't another minute buy - Comprará outro minuto

Dust in the wind - Poeira no vento
All we are is dust in the wind - Tudo o que somos é poeira no vento

Dust in the wind - Poeira no vento
Everything is dust in the wind - Tudo é poeira no vento.










sexta-feira, 26 de abril de 2013

Abraham Lincoln -Mensagem ao Homem do Povo



"Mensagem ao Homem do Povo e aos Homens que Dirigem o Povo", por Abraham Lincoln


"Não criarás a prosperidade, se desestimulares a poupança.
Não fortalecerás os fracos, por enfraqueceres os fortes.
Não ajudarás o assalariado, se arruinares aquele que o paga.
Não estimularás a fraternidade humana, se alimentares o ódio de classes.
Não ajudarás os pobres se eliminares os ricos.




Não poderás criar estabilidade permanente baseada em dinheiro emprestado.
Não evitarás as dificuldades, se gastares mais do que ganhas.
Não fortalecerás  dignidade e o ânimo, 
Se subtrairdes ao homem a iniciativa e a liberdade
Não poderás ajudar aos homens de maneira permanente, se fizeres por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si próprios."



quinta-feira, 25 de abril de 2013

Lições da Vida - Ronald Russel




Lições da Vida, por Ronald Russel




A criança que vive com o ridículo
Aprende a ser tímida.
A criança que vive com crítica
Aprende a condenar.
A criança que vive com suspeita
Aprende a ser falsa.


A criança que vive com antagonismo
Aprende a ser hostil.
A criança que vive com afeição
Aprende a amar.
A criança que vive com estímulo 
Aprende a confiar.




A criança que vive com a verdade
Aprende a ser justa.
A criança que vive com o elogio
Aprende a dar valor.
A criança que vive com generosidade
Aprende a repartir.



A criança que vive com o saber
Aprende a conhecer.
A criança que vive com paciência
Aprende a tolerância.
A criança que vive com felicidade
Conhecerá o amor e a beleza.


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bocage - Contrição





Contrição - Bocage




Meu ser evaporei na lida insana
do tropel de paixões, que me arrastava;
Ah, cego eu cria, Ah, mísero eu sonhava
em mim quase imortal a essência humana;



De que inúmeros sóis a mente ufana
existência falaz me não dourava!
mais eis sucumbe Natureza escrava
ao mal, que a vida em sua origem dana.



Prazeres, sócios meus, e meus tiranos!
Esta alma, que sedenta em si não coube,
no abismo vós sumiu dos desenganos;




Deus, oh, Deus!... Quando a morte à luz me roube
ganhe um momento o que perderam anos,
saiba morrer o que viver não soube.


terça-feira, 23 de abril de 2013

ÁRVORES





ÁRVORES - um poema de Joyce Kilmer (tradução: Olegário Mariano)





Sei que nunca verei um poema mais belo e ardente
Do que uma árvore; uma árvore que encerra
Uma boca faminta, aberta eternamente
Ao hálito sutil e flutuante da terra.




Voltada para Deus todo o dia, ela esquece
Os braços a pender de folhas, numa prece.




Uma árvore, que ao vir do estio morno, esconde
Um ninho de sabiás nos cabelos da fronde.




A neve põe sobre ela o seu níveo diadema
E a chuva vive na mais doce intimidade
Do tronco, a se embalar nos galhos seus:







Qualquer néscio como eu sabe fazer um poema.
Mas quem pode fazer uma árvore? -só Deus.








segunda-feira, 22 de abril de 2013

SER JOVEM






Ser Jovem - por General MacArthur - 1945




A juventude não é um período da vida; ela é um estado de espírito, um efeito da vontade, uma qualidade da imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória da coragem sobre a timidez, do gosto da aventura sobre o amor ao conforto.





Não é por termos vivido um certo número de anos que envelhecemos; envelhecemos porque abandonamos o nosso ideal.




Os anos enrugam o rosto; renunciar ao ideal enruga a alma. As preocupações , as dúvidas, os temores, e os desesperos são os inimigos que lentamente nos inclinam para a terra e nos tornam pó antes da morte.




Jovem é aquele que se admira, que se maravilha e pergunta, como a criança insaciável: "E depois?" Que desafia os acontecimentos e encontra alegria no jogo da vida.





És tão jovem quanto a tua fé. Tão velho quanto a tua descrença. Tão jovem quanto a tua confiança em ti e a tua esperança. Tão velho quanto o teu desânimo. Será jovem enquanto te conservares receptivo ao que é belo, bom e grande.


Receptivo às mensagens da natureza, do homem, do infinito.





E se um dia teu coração for atacado pelo pessimismo e corroído pelo cinismo, que Deus então, se compadeça de tua alma de velho.




SARTRE

Alguns pensamentos de Jean-Paul Sartre. "Falamos na nossa própria língua e escrevemos numa língua estrangeir...