quarta-feira, 23 de março de 2016

Requiem IV









Um poema da autora portuguesa Joma Sipe


Entre sombras...
unindo a voz da corrente do rio em ais supremos,
ondas quebradas em cada gesto de um remo,
se veem montanhas inertes e Deus se faz só Um.
Se abrem as portas de cetim e a noite vem desfolhando o céu em pequenas amostras de almas silenciosas e impenetráveis.





quinta-feira, 10 de março de 2016

GAIVOTAS








Ugo Miller


Nasceu em Petrópolis e pertenceu a Academia Brasileira de Poesia, com sede em Petrópolis. 



Gaivotas estonteadas
Voam por entre poeiras
Prateadas da lua
Que vem caindo devagar
Sobre a superfície ondulada do mar
Num zigue-zague de reflexo e luz.

Não é preciso mais nada.
Descomprometida a alma,
Mente vazia,
Sem pensar, nem sentir
Na só contemplação
Que se eleva o espírito,

Assim, nesse leve existir.




um Poema de Amor

AMO-TE Amo-te quanto em largo, alto e profundo Minh'alma alcança quando, transportada, sente, alongando os olhos ...